Obras de ‘Revitalização’ do Guaíba

Prá começar, da onde saiu esta expressão ‘Revitalização’…não parece que se aplica a alguma coisa morta, tipo ‘renascimento’, milagre??? Ali, sempre houve vida…se não na terra, na água. Grande parte daquela região é resultado de aterro.

E o custo da obra do primeiro trecho: cerca de R$ 60 milhões…não é exagerado??  Vai evitar mesmo que o cidadão fique de costas para o Guaíba ?

E as enchentes: como as obras propostas pelo Arq. Lerner vão evitar a destruição de tudo pela força das águas ???

Pautas, os jornalistas têm….

Anúncios

Área rural em Porto Alegre

O que a extinção da área rural em Porto Alegre, anos atrás, trouxe para o seu território ? Áreas intocadas, de natureza exuberante, que poderiam ser utilizadas para a conservação da natureza, turismo rural ou mesmo produção de alimentos foram destruídas para dar lugar a condomínios residenciais mesmo em lugares distantes do centro e microcentros urbanos. Agora, com o retorno da área rural em área menor, bem menor do que era, o que se espera?

Neste meio tempo, o Município de Porto Alegre entregou à Secretaria do Planejamento a corretores de imóveis ou vinculados à construtoras ? – caminho a explorar na matéria.

As aprovações de determinados projetos pelo Conselho do Plano Diretor (tenha o nome que tiver) foram sob a alcunha de ‘especial’ fazendo com que fugissem de regras de ocupação previamente estabelecidas ?? – outro caminho.

E as empresas que financiaram campanhas políticas de candidatos a Prefeitos e Vereadores tem a ver com interesses no ramo imobiliário ?

Área Ambiental – um dos trunfos do governo que sai

Depois de envolvimento em acusações de falcatruas, a área ambiental do Governo do RS foi reerguida com a participação do técnico Nilvo Silva na presidência da FEPAM, apesar do outro grande ‘ator’ na área, o Secretário do Meio Ambiente, colaborar para seguidos passos para atrás na convivência democrática com a sociedade organizada…Até parece, claro, que o Governador Tarso Herz Genro jogou maquiavelicamente colocando uma pessoa altamente capacitada na FEPAM e outra, preparada para o joguete da má política, no outro…como numa gangorra….

Uma pauta para se explorar, sem dúvida.

Educação em Porto Alegre e no Rio Grande do Sul

De 1988 para cá, com a universalização do acesso à educação, as escolas públicas mudaram para ainda pior. No Município de Porto Alegre, embora o aluno receba NA, de ´sem aproveitamento´, a SMED vai lá e colocaria ´Aprovado´. Os pais não entendem. No Estado do Rio Grande do Sul, os professores vão ao Conselho de Classe e este OBRIGARIA os professores a mudarem as suas notas. Tudo a confirmar por uma boa reportagem.